Pagamento do 13º salário deve injetar R$ 12 bi na economia da Bahia

O valor representa 4,2% do total do Brasil e 26,5% da região Nordeste

13º salário, Bahia, Dieese, décimo terceiro, salário
Foto: USP Imagens/Fotos Públicas

Em 2023, o pagamento do 13º salário, cuja primeira parcela é liberada no dia 20 de novembro, deve injetar cerca de R$ 12,1 bilhões na economia da Bahia, segundo dados divulgados pelo Dieese nesta quinta-feira (9). O valor representa 4,2% do total do Brasil e 26,5% da região Nordeste. O montante também é equivalente a 2,8% do PIB estadual. Em média, o trabalhador baiano vai receber R$ 2.308,35 no 13º.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado

O Dieese diz que 4,8 milhões de pessoas devem receber o 13º salário na Bahia, um total de 5,5% dos trabalhadores brasileiros que terão o benefício. Os empregados do mercado formal, celetistas ou estatutários, representam 52,7%, e pensionistas e aposentados do INSS equivalem a 46,2%. O emprego doméstico com carteira assinada responde por 1,1%.

Por segmento, os empregados formalizados vão receber 65,9% do valor (R$ 7,98 bilhões) e os beneficiários do INSS ficam com 26,4% (R$ 3,20 bilhões). Aposentados e pensionistas do Regime Próprio do estado ficam com outros 7% (R$ 842,6 milhões) e aos do município caberá 0,8% (R$ 97,2 milhões).

Ainda conforme o Dieese, em todo Brasil, o pagamento do benefício vai injetar R$ 291 bilhões na economia até o fim do ano. Na sua conta, o Dieese não leva em conta autônomos, assalariados sem carteira assinada ou trabalhadores com outras formas de inserção no mercado que possam receber algum tipo de abono no fim de ano, já que não há dados formais sobre isso. 

Sobre Redação 5714 Artigos
Perfil da redação do site Portal do Cerrado, site com notícias do Brasil, Bahia e em especial a região Oeste do estado
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários