Pastor é condenado a pagar R$ 35 mil a Rui Costa após acusar o governador de ‘fazer pacto com o capeta’

Governador alegou que pastor teria associado as medidas adotadas pelo governo da Bahia, de combate ao avanço da pandemia da Covid-19, a um 'pacto com o capeta

Foto: Reprodução

O pastor Valdemiro Santiago da Igreja Mundial do Poder de Deus foi condenado a pagar R$ 35 mil ao governador Rui Costa por danos morais, depois de acusá-lo de ‘fazer pacto com o capeta’ por conta das medidas adotadas no combate à pandemia da Covid-19.

Conforme consta na decisão, a fala do pastor teria sido registrada durante um programa de televisão, que foi transmitido no dia 24 de março de 2020. O pastor criticou Rui Costa pelas medidas de restrição adotadas para evitar a proliferação do coronavírus. Entre as medidas anunciadas, estava a proibição do funcionamento das igrejas.

A decisão foi assinada pela juíza Indira Fábia dos Santos Meireles, da 1ª Vara Cível e Comercial de Salvador.

Valdemiro refutou as alegações de Rui Costa afirmando que não direcionou a ofensa ao governador. Ele também alegou que possui liberdade de expressão, e requereu a improcedência dos pedidos.

Na decisão, a juíza afirmou que “não há de prosperar qualquer dessas alegações. A uma, que não é preciso ser nenhum expert para vislumbrar que, a todo momento em seu programa, o que fora dito pelo requerido foi sim, direcionado ao Governador da Bahia, ora autor desta demanda”.

Descreveu ainda que Valdemiro, líder evangélico há mais de 18 anos, “ao fazer menção sobre as medidas restritivas em decorrência da pandemia da Covid-19, aduz que o governante “bate cabeça aí na Bahia que eu sei”, dizendo ainda que o mesmo é “autoridade tonta, incrédulo e arrogante”, e que deveria “ameaçar o pessoal ai de sua casa””.

O pastor foi condenado a pagar a indenização de R$ 35 mil, com juros de mora de 1% ao mês e correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) a partir da publicação da sentença, bem como a arcar com os honorários advocatícios, fixando-os em 15% sobre o valor da condenação.

Por meio de nota ao G1 Bahia, o governo da Bahia informou ser muito bom saber que a Justiça brasileira está atenta e age com o rigor da lei contra aqueles que causam danos morais e outros prejuízos à honra dos cidadãos.

Com g1 e A Tarde

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários