Vídeo mostra passageiro preso em teto de avião após turbulência

Boeing da Air Europa precisou fazer um pouso de emergência em Natal, no Rio Grande do Norte

Boeing 787-9 Dreamliner, da Air Europa, precisou fazer um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Natal, no Rio Grande do Norte, após forte turbulência, com 30 feridos
Passageiros foram atendidos após turbulência em voo internacional - Foto: Reprodução

Um voo da Air Europa que saiu de Madri com destino a Montevidéu enfrentou uma severa turbulência na madrugada desta segunda-feira (1º), deixando pelo menos 30 passageiros feridos. O incidente foi tão intenso que um homem ficou preso entre o bagageiro e o teto da aeronave. Dois outros passageiros ajudam o homem a descer. As imagens mostram vários painéis do avião soltos após a turbulência.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado

A aeronave, um Boeing 787-9 Dreamliner, precisou fazer um pouso de emergência em Natal, no Rio Grande do Norte. Dos 325 passageiros a bordo, um está em observação na UTI com suspeita de trauma encefálico, enquanto outra pessoa passou por cirurgia devido a uma fratura no pé. Além disso, quatro passageiros estão em processo de transferência para hospitais privados, onde passarão por cirurgias ortopédicas, conforme informou a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

A Air Europa disse em nota que está trabalhando para atender todos os passageiros, especialmente os feridos. De acordo com a companhia, uma nova aeronave será enviada para transportar os passageiros afetados até Recife, de onde seguirão viagem para Montevidéu. “Por não ser um destino da Air Europa, a equipe da empresa viaja para Natal e Recife para dar melhor atenção aos nossos clientes. Todas as pessoas que necessitaram de cuidados de saúde estão sendo tratadas em unidades de Natal”, destacou a nota da companhia.

Depoimentos

Segundo uma passageira boliviana ao g1, as pessoas que foram arremessadas para o teto da aeronave estavam sem cinto de segurança.

Sandra Saldaña disse que, durante a turbulência, o clima entre os passageiros foi de desespero e que ela pensou que iria morrer. “Acho que todos pensamos isso [que íamos morrer]. Porque foi muito forte”, relatou.

De acordo com o g1, a médica Cecília Lagucci disse que encontrou um dos filhos dela, de 2 anos, na parte do teto quebrado do avião após a turbulência.

“Eu e meu esposo estávamos procurando o pequeno, que tem 2 anos. E achamos ele acima das malas. A parte do avião desabou e a criança estava lá em cima chorando. Meu esposo teve que ir lá e trazê-la de volta para baixo”,

contou.

Segundo ela, os dois filhos – o outro tem 4 anos – não tiveram ferimentos. A médica contou que dormia quando a turbulência começou e que não conseguia sair da cadeira para procurar os filhos.

“Eu acordei e estava de cabeça para baixo. As pessoas voavam por cima de mim. Eu não conseguia levantar. Eu sentia que o avião caía e pensava: ‘vai estabilizar agora’. Mas então continuava a cair e cair. Até que estabilizaram o avião e eu consegui levantar”, relatou.

O Boeing 787-9 Dreamliner permanece sob inspeção para determinar a extensão dos danos causados pela turbulência.

Sobre Darlan Alves Lustosa 8013 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários