Cenipa envia equipe para investigar queda de avião em Barreiras

Acidente aéreo neste sábado (2) deixou três mortes.

Cenipa Queda de Avião, Barreiras, Bahia, Aeronave
Reprodução

O Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) com sede em Recife, enviou uma equipe para investigar a queda de um avião de pequeno em Barreiras, no Oeste da Bahi. O acidente aéreo neste sábado (2) deixou três pessoas mortas. Pai, filho e o piloto morreram no local.

Para o Correio, testemunhas afirmam que a aeronave havia decolado cerca de 30 minutos antes da queda. Estavam na aeronave o piloto Lucas Corisco, o engenheiro eletricista Matheus Bransford Bonfim, 27 anos, e do pai dele, Jackson Bonfim. Pai e filho eram de Ilhéus. Contudo, não há ainda informações oficiais sobre a causa do acidente.

Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) apontou que “a conclusão da investigação terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade da ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os possíveis fatores contribuintes”.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado

De acordo com a Polícia Militar, por volta de 10h04, moradores relataram o acidente e que as vítimas estavam presas nas ferragens da aeronave. A queda ocorreu em uma área de vegetação na Associação Barreirense Aerodesportiva (ABA). O aeródromo faz manutenção de aviões, localizado a 6 km do centro da cidade de Barreiras.

A ABA divulgou uma nota, na qual informa que não fez manutenção ou possui qualquer vínculo com o avião que caiu.

Por se tratar de uma área de difícil acesso, ao menos 12 bombeiros do 17° Batalhão de Bombeiros Militares (BBM) participaram do resgate dos corpos. Equipamentos de desencarceramento e resgate precisaram ser usados para retirar as vítimas.

Uma equipe da 84ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Barreiras e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também estiveram no local e constataram a morte dos três ocupantes.

Os dados da aeronave, de matrícula PP-ZJA, ainda não estão disponíveis para consulta no Painel de Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Sipaer). 

Sobre Darlan Alves Lustosa 7976 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários