Veja a lista dos municípios da Bahia que estão abaixo de 50% de imunização contra a polio

Imagem: Josias Gomes

Trezentos e doze cidades brasileiras registram alto risco de retorno da poliomielite, sendo a Bahia o Estado com o quadro mais crítico. No total, 15% dos 417 municípios baianos imunizaram menos de 50% das crianças, de acordo com o Ministério da Saúde.

No oeste da Bahia, Cocos, distante 337 km de Barreiras, imunizou somente  33,10% do público alvo.

A meta da campanha é garantir uma cobertura vacinal superior a 95%, mas apenas Rondônia, Espírito Santo e Distrito Federal não possuem cidades com risco elevado de retorno da doença. Logo abaixo da Bahia, o quadro mais crítico é o do Maranhão, que possui 14,29% de seus municípios em alerta. De acordo com a publicação, o último registro de poliomielite no Brasil foi em 1990. Quatro anos depois, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que a doença havia sido erradicada das Américas.

O para os estados e municípios que estão abaixo da meta de vacinação, o Ministério da Saúde  tem orientado os gestores locais que organizem suas redes, inclusive com a possibilidade de readequação de horários mais compatíveis com a rotina da população. Outra orientação é o reforço das parcerias com as creches e escolas, ambientes que potencializam a mobilização sobre a vacina por envolver também o núcleo familiar.

Veja os outros municípios na Bahia abaixo de 50% de vacinação:

Ribeira do Pombal 0,50%,Itaquara com 1,96% , Milagres 3,08%, Tanque Novo  4,37%, Tucano 5,64, Maiquinique 6,02, Nova Canaã 6,15, Potiraguá 6,50, Nilo Peçanha  8,15, Macaúbas 9,88, Igrapiúna 10,84, Ibicuí 10,98, Dário Meira 11,54, Iguaí 13,21, Chorrochó 14,11, Gentio do Ouro 18,37%, Ibitiara 20,11%, Firmino Alves  22,64%, Salinas da Margarida  23,08%, Sítio do Quinto 24,32%, Olindina 28,19%, Irajuba 29,07%, Itamari  29,11%, Gandu 29,21%, Taperoá       29,57%, Ilhéus 29,69%, Planalto  30,28%, Central 30,56%, Valente 30,65%, Andorinha 30,95%, Gongogi 31,25% , Pedrão 31,82%, Itagimirim  32,69%, Ipiaú 32,76%, Biritinga 32,92%, Cocos  33,10%, Jucuruçu 33,67%, Araci 34,14%, Barra do Rocha  34,29%, Itapebi  34,88%, Uruçuca  36,65%, Lapão 36,90%, Itororó 36,92% , Alcobaça  38,69%, Itiruçu 38,89%, Antônio Gonçalves 39,09%, Sobradinho 39,90%, Itarantim 42,17, Guaratinga 43,08%, Itacaré 43,77%, Irecê 43,93%, Cabaceiras do Paraguaçu 44,44%, Aramari 44,55%, Alagoinhas 44,72%, Jeremoabo 45,66%, Vitória da Conquista 46,34% ,Santa Inês 46,67%, Tremedal 46,96%, Arataca  47,69%, Xique-Xique 47,90%, Santa Luzia  48,89%, Ubaíra 49,81%, Itapetinga 49,82%

 

Fonte: Ministério da Saúde

Sobre Darlan Alves Lustosa 7981 Artigos
Darlan Lustosa é formosense que gosta da escrita e acredita que a política é um meio de transformação da vida das pessoas.Vive e mora em Formosa do Rio Preto, no extremo Oeste da Bahia, com registro profissional 6978/BA e sindicalizado, sobretudo para fortalecer a causa e defender direitos.
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários