Primeiro vocalista do Chiclete com Banana morre aos 64 anos

Missinho sofreu falência múltipla dos órgãos

Missinho, nome artístico de Edmilson de Amorim Ferreira, primeiro vocalista e fundador da banda Chiclete com Banana, faleceu aos 64 anos, em Salvador
Missinho foi o primeiro vocalista e um dos fundadores da banda Chiclete com Banana - Foto: Reprodução/ Correio

Missinho, nome artístico de Edmilson de Amorim Ferreira, primeiro vocalista e fundador da banda Chiclete com Banana, faleceu aos 64 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos, às 11h desta quinta-feira (16). O cantor estava internado no Hospital Roberto Santos em Salvador para tratamento de uma crise renal, conforme confirmado pela produtora Vera Teixeira, que trabalhava com ele.

LEIA MAIS: Portal do Cerrado

O artista foi um dos pilares do Chiclete com Banana desde os primórdios nos anos 80, quando a banda ainda se chamava Scorpius. Um ano após sua fundação, o grupo adotou o nome que o tornou famoso. Missinho também foi o responsável pelo primeiro grande sucesso da banda, “Mistério das Estrelas”, além de hits como “Jamaica”, “Beijo Cigano” e “Balão Beijo”.

Em 1986, um desentendimento durante a Micareta de Feira de Santana levou Missinho a deixar o Chiclete com Banana e seguir carreira solo, lançando dois discos pela CBS. Ele foi substituído por Bell Marques no comando da banda. Seus discos solo, “Neon dos Guetos” (1986) e “Esquinas de São Salvador” (1989), foram marcantes na música baiana.

Nos últimos anos, Missinho optou por uma vida mais reservada, focando em projetos como produtor musical. A família ainda não divulgou detalhes sobre o sepultamento do artista. A música baiana perde um de seus ícones, mas seu legado continuará vivo na história da música brasileira.

Sobre Redação 5992 Artigos
Perfil da redação do site Portal do Cerrado, site com notícias do Brasil, Bahia e em especial a região Oeste do estado
0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários