Ministérios das Relações Exteriores da Coreia quer esclarecer morte de 5 crianças em Formosa do Rio Preto 

Crianças de origem sul-coreanas morreram soterradas em um fazenda na localidade de São Marcelo.

Local onde as crianças foram soterradas estava sendo escavado para implantação de uma tubulação de água -Foto: Divulgação/Polícia Militar - Reprodução Jornal Correio  

O Ministério das Relações Exteriores em Seul, capital da República da Coreia, quer esclarecer os fatos depois que cinco crianças de origem sul-coreanas morreram no último dia 29 de abril na zona rural de Formosa do Rio Preto, município do extremo Oeste baiano. (leia aqui)

O site, KBS Word, principal mídia de serviço público da Coréia, noticiou o fato, de que as cinco crianças morreram em um deslizamento de terra perto de uma fossa séptica.  Elas tinham entre seis e onze anos. 

Ainda de acordo com o site, a embaixada sul-coreana no Brasil disse que uma autópsia da polícia local revelou que a causa da morte foi asfixia pelo solo. A causa oficial pode levar cerca de 30 dias para que seja conhecida oficialmente.

No dia seguinte a tragédia, a prefeitura de Formosa do Rio Preto decretou luto oficial de três dias.(leia aqui). O Ministério Público do Trabalho abriu inquérito, apontando três linhas de investigação. (veja aqui)

0 0 votos
Classificação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários